BLOG

 
 
Buscar

Super-Drone-Herói. Conheçam o PARC

Com os EUA se preparando para outro grande furacão, o Florença que se aproxima dos estados das Carolinas, a indústria dos drones está se preparando para ajudar.

Os drones surgiram como uma ferramenta importante para a resposta a desastres, e a principal fabricante industrial de drones do governo, a CyPhy Works, deu um passo à frente com o PARC: Persistent Aerial Reconnaissance and Communications.


O PARC é a solução para uma ampla variedade de necessidades comerciais e de segurança. É cheio de particularidades e um pouco diferente de outros drones.

Primeiramente, ele voa amarrado por um cabo e por fios que fornecem comunicações seguras e uma autonomia de voo de dias (o cabo transmite a energia que ele precisa e retorna com as imagens em tempo real, sem necessidades de conexões Wi-fi que não funcionariam em situações extremas como momentos seguintes a passagens de furacões.



O PARC é altamente portátil: usando um gerador no solo, o sistema pode ser lançado de qualquer lugar. A cabo permite que os operadores possam se concentrar nos dados e na missão, em vez de ficar controlando o voo dele segundo a segundo. E é robusto - o tipo de robustez que atende aos requisitos militares dos EUA e pode funcionar nos ventos fortes logo após um furacão.


O PARC já é bem conhecido como uma ferramenta de proteção em grandes eventos como a Maratona de Boston e as comemorações do 4 de julho. Mas através de uma variedade de parcerias com o governo, com os parceiros de comunicação e com a Cruz Vermelha, a CyPhy Works também está colocando o PARC em uso para servir as comunidades após os principais desastres climáticos.


Laura Major, alta gestora da CyPhy Works, explica como o PARC foi usado em resposta a desastres. “Uma das nossas principais funções é realizar avaliações”, diz Major. “Depois de um furacão, os responsáveis pela distribuição de apoio necessitam de uma avaliação detalhada, rápida e precisa. Anteriormente, isso significava que as equipes de apoio precisavam ir de porta em porta. E ”avaliação de porta a porta significa colocar mais pessoas em áreas perigosas; e é um processo lento e difícil. Usando um drone equipado com equipamentos de imagem de alta potência, essa avaliação pode ser realizada mais rapidamente - e com mais segurança. “O PARC pode ser configurado em questão de minutos… com o PARC, podemos ter nossos olhos acima da área sem colocar as pessoas em perigo ", diz Major.


A plataforma PARC também significa que as informações importantes chegam às pessoas certas - rapidamente. "O vídeo pode ser transmitido diretamente para um centro de operações", explica Major.


Essa entrega de dados torna o gerenciamento de desastres mais eficiente - e mais eficaz. "A velocidade é fundamental", diz Major. “Com dados mais imediatos, as equipes de resposta podem fazer um planejamento melhor: elas têm mais consciência situacional sobre a condição geral da infraestrutura e do ambiente.”


Além de oferecer mais dados sobre a situação do solo, o PARC também pode ser usado para fornecer serviços adicionais em áreas onde a infra-estrutura de comunicações foi interrompida. Essa é uma grande vantagem para equipes de resposta e vítimas que precisam se comunicar.


A capacidade do PARC de voar em todas as condições climáticas - chuva, vento e neve - mantém-no no ar mesmo quando os aviões e helicópteros tripulados não podem decolar.


“Os Primeiros Socorros têm a flexibilidade de usar o PARC para propósitos que talvez nem pensemos ainda”, diz ela.


Traduzido livremente do site DroneLife por Adriano Stocco

118 visualizações
 
 
 
 
  • Twitter Metallic
  • Facebook Metallic
  • YouTube Metallic

© 2018 DroneMagazine 

Todos direitos reservados

Desenvolvido por Adriano Stocco

Inaugurado em 07/09/2018